Filmes

Piratas da Informática – Ladrão que rouba ladrão

“Piratas do Vale do Silício” mostra a evolução de Steve Jobs, fundador da Apple, e Bill Gates, fundador da Microsoft, de estudantes a grandes mentes tech.

Em 1997, a TNT produziu um filme chamado Pirates of Sillicon Valley. Talvez você já o tenha visto, numa sessão de filmes do SBT, com um nome muito menos glamuroso: Piratas da Informática. Mais simplista, mas não tão errado. Eu mesmo, só fui descobrir este filme poucos anos atrás. Mas ainda assim, se mostra uma ótima forma de entender como funcionava a mente de Steve Jobs, fundador da Apple, e de Bill Gates, fundador da Microsoft.

Neste filme, somos apresentados ao início da Apple Computers Inc, até o momento onde Steve Jobs é demitido de sua própria empresa, ao mesmo que vemos os passos da Microsoft, da fundação até o nascimento da primeira versão do Windows, na época um interface gráfica para o MS-DOS. Mais do que isso, o filme não se centra em códigos e linhas de texto, explicação de hardware. Nada disso. Temos a evolução humana de Steve Jobs e Bill, de como se tornaram estudantes universitários até alguns dos maiores filhos da p*** que você já pode ter conhecido.

Primeiramente, ver a relação de Steve com sua filho primogênita, Lisa, e o quanto ele não se importava com ela no início, é de partir o coração. Também é ruim ver que Bill Gates buscou uma parceria com a Apple, para lhes roubar ideias e códigos, suficientes para criar um clone que ele batizou de Windows – e fazer dele o segundo jogador, e fingir ao se coloca como “segundo inimigo” da IBM.

Apesar de precisar mostrar muita coisa em pouco tempo, e provavelmente ter sido uma produção barata para a época de seu lançamento, Piratas do Vale do Silício é um telefilme. Ou seja, sua primeira exibição foi diretamente para a televisão, geralmente com um orçamento muito menor que uma produção de Hollywood. Mais tarde, outros filmes sobre Steve Jobs foram feitos. Com mais verba, com melhores tecnologias. Mas ainda assim é um ótimo filme sobre tecnologia, sem cair na mesmice de mostrar tecnologia como algo fora da realidade.

Eu considero este filme, uma peça histórica para interpretar como Steve Jobs e Bill Gates se tornaram expoentes da tecnologia pessoal moderna. Coisa simples.


“Piratas do Vale do Silício” não está disponível em plataformas de streaming no Brasil, mas você pode encontrar o filme de ~outras formas~. Se tiver alguma sugestão de pauta para a NerdMachina, entre em contato!